Contábil Imperial
desde 1.982
Coluna Toninho Santo
e-mail: toninhosanto@upiranga.com
Edição: 13 / 11 / 2019

ANIVERSÁRIO I
No dia 10 de novembro foi comemorado o aniversário da Sra. Maria do Carmo Nobuko, mãe do Vereador Aurélio Nomura. A aniversariante nossos parabéns!

ANIVERSÁRIOS II
Queremos parabenizar os conselheiros da Distrital Ipiranga da ACSP que estão neste mês colhendo algumas flores no seu Jardim de Aniversários: no dia 04 de novembro  - Laura Meneghim Gatti - Esposa do Ademir Gatti; no dia 0 7  de novembro - C laudette Abdallah - Esposa do Valdir Abdallah; no dia 19  de novembro - Walter Dias;  no dia 21 de novembro  - Gerson Gomez;   no dia 21 de novembro  - Dr. Roberto Mateus Ordine; no dia   24 de novembro  - V aldir Abdallah . Aos aniversariantes do mês nossos parabéns!

VISITA
No dia 12 de novembro a ACSP-Distrital Ipiranga recebeu a visita do Presidente da ACSP - Alfredo Cotait, que fez a palestra:  “O Papel da Associação Comercial na Economia Liberal”.

PALESTRA
No dia 12 de novembro a 100ª. Subseção de Ipiranga da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção S.Paulo, apresentou em sua sede à R. dos Patriotas, 701, a palestra “Reforma Tributária – Aspectos Relevantes”, proferida pelo seu presidente de Comissão de Direitos Humanos – Dr. Alessandro De Rose Ghilardi.

ROTEIRO DOS PRESÉPIOS
A Associação Comercial de São Paulo – Distrital Ipiranga estará realizando o “Roteiro dos Presépios” do Ipiranga, podem participar Igrejas, Condomínios, Comércio, entrem em contato com a Distrital Ipiranga pelo telefone 3180-3247  e inscreva-se e participe!

ARRECADAÇÃO DE ALIMENTOS
No dia 23 de novembro a partir das 8hs a Associação Comercial de São Paulo – Distrital Ipiranga em parceria com o Supermercado Hirota estará realizando a Campanha de Arrecadação de Alimentos em prol daqueles que necessitam, com o apoio do Rotary de SP Saúde e de seus clubes Satélites. As lojas participantes são: Loja da R. Lino Coutinho, 990 a entidade que estará arrecadando é GAMF – Grupo de Amigos Mundo Feliz; Loja da R. Agostinho Gomes, 1738 a entidade que estará arrecadando é a Igreja Santa Rita de Mirandópolis; Loja da Av. Nazaré, 1299 a entidade que estará arrecadando é o Lar do Amor Cristão; a Loja da R. Gaspar Fernandes, 452 - Vila Monumento a entidade que estará arrecadando é a Comunidade Cristã Amor e Salvação. Esse evento faz parte do Projeto “Natal Iluminado na Colina Histórica - 2019” da Associação Comercial de São Paulo – Distrital Ipiranga.

SUBSTITUIÇÃO DA BANDEIRA
No dia 14 de dezembro ás 10hs a Associação Comercial de São Paulo – Distrital Ipiranga através do seu Movimento Cívico estará realizando a Cerimônia de Substituição da Bandeira Nacional no Parque da Independência, a Bandeira que estará tremulando nos próximos três meses foi adquirida pela Subprefeitura do Ipiranga. Esse evento faz parte do Projeto “Natal Iluminado na Colina Histórica - 2019” da Associação Comercial de São Paulo – Distrital Ipiranga.

NATAL ILUMINADO NA COLINA HISTÓRICA
A Associação Comercial de São Paulo – Distrital Ipiranga estará realizando nos dias 5 e 7 de dezembro no Mercado Municipal do Ipiranga à R. Silva Bueno, 2109, o evento “Natal Iluminado na Colina Histórica – 2019”. No dia 5 de dezembro terá a apresentação da entidade Conviver e do Colégio Sussurana. No dia 7 de dezembro a partir das 9hs tem vários serviços gratuitos, entre eles: exames de diabetes e pressão arterial, pela Drogasil; consultoria jurídica, pela 100ª. Subseção de Ipiranga da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção São Paulo; Supera; Academia Atitude; Akustica (exames de audimetria); apresentação de Corais e dos Mamonas Assassinas Cower. Esta também programada a chegada no período da manhã do Papai Noel que virá com os motoclubes que irão expor suas motos e muito mais.

 

 


Loja 1 - Drica Maria - Jardim
Av. Padre Manuel da Nóbrega, 514 - Sto. André/SP

Loja 2 - Drica Maria - Grand Plaza Shopping - Tel.: 2896-0108
Av.Industrial, 600 - Arco 150 - Santo André/São Paulo

Loja 3 - e-commerce

Visite o nosso site e adquira:
www.dricamaria.com.br


ZONA AZUL
Quero dar uma sugestão a Prefeitura da Cidade São Paulo que coloque Zona Azul na Rua Major Sucupira entre o n° 150 até o n° 260, por um simples motivo desde que foi instalada uma ciclofaixa na R. Santa Cruz da Av. do Cursino até o Viaduto Loefgreen, o transito ficou catastrófico obrigado os motoristas procurarem uma rota alternativa e a uma rua que evita todos os transtornos causado pela ciclofaixa é a R. Major Sucupira, ocorre que essa rua também é usada como estacionamento dos frequentadores do Metro Imigrantes e aí o transito fica insuportável a única solução é a Zona Azul para esse trecho da Rua.

SUGESTÃO
Em breve teremos eleição para Prefeito em São Paulo, o candidato que tiver uma proposta concreta de revisar as ciclofaixas eliminando as inoperantes, tranquilamente terá uma grande votação por parte da população que sofre com as mesmas, pois acreditem nenhuma é realmente utilizada, as mesmas só servem para atrapalhar moradores e comerciantes.

2 º PRÊMIO MARCO DA PAZ – “INCLUSÃO SEM LIMITES”
Sob a coordenação do Sr. Gaetano Brancati Luigi, a Associação Comercial de São Paulo realizará, no dia 5 de dezembro de 2019, às 10 horas, no Memorial da Inclusão (Memorial da América Latina) o 2º Prêmio Marco da Paz - Inclusão sem Limites. Essa iniciativa tem como objetivo conscientizar a sociedade para a igualdade de oportunidades a todos os cidadãos; promover os direitos humanos; conscientizar a população sobre tema em sua amplitude; celebrar as conquistas da pessoa com deficiência e viabilizar a inclusão desse segmento na sociedade.

OPORTUNIDADES & DESAFIOS NA MEDIAÇÃO TRABALHISTA
No dia 25 de novembro de 2019 às 17 horas à ACSP - Rua Boa Vista, 51 - 9° andar , a Câmara Brasileira de Mediação e Arbitragem Empresarial - CBMAE e o Balcão do Empreendedor, da Associação Comercial de São Paulo – ACSP, convida para a palestra sobre o tema: “Oportunidades & Desafios na Mediação Trabalhista”, com o palestrante: DRA. REGINA MARIA VASCONCELOS DUBUGRAS ( Desembargadora Federal do Trabalho Aposentada (TRT- 2ª Região - SP); Mestre e Doutora em Direito do Trabalho pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo; Master en Derechos Sociales pela Universidad Castilla-La Mancha – Espanha; Certificada em curso de pós-graduação lato sensu em Dispute Resolution pela University of Windsor e York Univesity, Canadá; Autora do livro Substituição Processual no Processo do Trabalho-LTr e vários artigos publicados em revistas especializadas, dentre eles “O Grande Conciliador” publicado na Revista do TRT da 2ª Região nº 08/2011; Vencedora do III Prêmio Innovare (2006) Categoria Juiz Individual; Certificada pelos Cursos de Labor Law, Arbitration e Employment Discrimination pela Michigan State University Lansing USA; Coordena dora dos Centros Judiciais de Solução de Conflitos do TRT 2ª Região; Professora e Palestrante em vários cursos das Escolas Judiciais dos Tribunais Regionais do Trabalho de várias Regiões; Palestrante da II Conferência Nacional de Mediação e Conciliação promovida pelo CNJ em parceria com TST; Professora e Palestrante em diversos cursos promovidos pela AASP; Coordenadora dos Cursos de Formação e Capacitação de Conciliadores e Mediadores da Escola Judicial do TRT 2ª Região.)

R.Dois de Julho, 436 - Ipiranga-SP/SP
Tel.:2574-4495 /2273-3262/ 3596-9145

Assessoria e serviços nas áreas:
contábil, fiscal, trabalhista e regularização documental

Atuamos nos seguintes ramos:
comércio, industria, prestação de serviços

Agente da:

Rotary de São Paulo Saúde

Rest. Praiano o Rei do Abadejo

Av.Dr.Gentil de Moura, 386-Ipiranga

Reuniões às 3a. feiras às 20hs
 
presidente gestão 2019-2020

IMPOSTO DE RENDA SOBRE LUCROS E DIVIDENDOS
O Presidente da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp) e da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) - Alfredo Cotait Neto, manifesta preocupação com o PL 2.015/2019, de autoria do senador Otto Alencar, que restabelece a cobrança de dividendos, alterando a legislação atual, fruto da reforma de 1995. Essa matéria vem sendo debatida no país há muito anos, baseada na falsa percepção de que se trata de um privilégio dos acionistas, quando comparado com as demais modalidades de aplicações financeiras. Ignora-se no debate em curso que em qualquer hipótese, quem paga o imposto é sempre o contribuinte pessoa física, seja de forma direta, ou de maneira indireta. Atualmente, o contribuinte paga a tributação sobre os dividendos de forma indireta, antecipando o imposto através da empresa. A mudança proposta poderá resultar em três situações: a mais improvável é a redução da carga tributária, o que resultaria em problemas para o Tesouro, já pressionado por um excesso de gastos sobre a receita.  A segunda, mais provável e mais inaceitável, é a do aumento da tributação, a pretexto da mudança. Finalmente, a que se procura vender como objetivo, é a da neutralidade da proposta, isto é, resultaria exatamente na mesma carga tributária do que a atual, o que permite perguntar qual seria a vantagem da alteração, considerando que o Tesouro perde a antecipação da receita que tem com a sistemática atual, especialmente considerando os seus impactos negativos, lembrando inclusive da perda da arrecadação sobre os investimentos das entidades imunes, o que levaria a aumentar para os demais contribuintes. A reforma de 1995 apresentou bom resultado em termos de receita, que cresceu significativamente em termos reais entre 1996 e 2015, e foi bem assimilada pelos contribuintes porque representa para ele uma tributação na fonte, livre de burocracia. A par de resultar em aumento da burocracia e poder propiciar risco de evasão e de planejamento tributário, o sistema proposto terá graves repercussões sobre os regimes especiais, como o do Lucro Presumido, o do SIMPLES e o da atividade rural. Apesar de não terem participação muito significativa no total da arrecadação, o Lucro Presumido e o SIMPLES abrangem cerca de cinco milhões de empresas, devendo-se lembrar que o tratamento diferenciado às micros e pequenas empresas é um princípio constitucional. Em função do exposto, as entidades consideram que a medida proposta não é desejável nem conveniente, e não resulta de um problema existente, mas apenas de uma questão de escolha, o que não se justifica, pois, a decisão adotada na reforma de 1995 se revelou compatível com os interesses do fisco e dos contribuintes. Mudar para apenas copiar modelos de outros países não atende aos interesses dos contribuintes brasileiros, embora ajustes pontuais possam ser necessários sem alterar a sistemática atual. Consideram as entidades, que as reformas que são necessárias no sistema tributário, para reduzir a burocracia e eliminar distorções, não devem promover mudanças profundas que gerem incerteza nos agentes econômicos.

 

 

 

 

 

 

 

www.upiranga.com - Todos os direitos reservados desde 2.000